23 agosto 2006

Família, família... Papai, mamãe, titia...

Eu ando com um grande dilema ultimamente, algo que realmente vem tirando o meu sono: de que chamar o pai do Hades.
Para que vocês possam entender a origem psicológica do meu problema, eu vou contar uma historinha.
O meu ex-noivo era bem mais velho que eu, sendo assim, sua mãe era amiga da minha avó e tinha mais de 65 anos. Eu não tinha muitas dúvidas e a chamava de tia Vicentina. Até por causa da educação lá de casa, mamãe sempre nos ensinou a chamar a mãe dos coleguinhas de tia. O pai eu não chamava de nada porque ele já tinha falecido há muito tempo.
O Hades, além de ser mais novo que eu, tem pais muito jovens (os dois estão na faixa do 40 anos), então me parece estranho chamá-los de tia ou tio, ou senhor e senhora. Mas, ao mesmo tempo, chamá-los pelo nome parece falta de educação, de respeito, sei lá...
Desesperada, perguntei a ele o que fazer, e ele me mandou chamá-los simplesmente pelo nome : Vagner e Cristina.
Mas não é fácil...são anos e anos de "tio e tia", minha gente. Isso não se perde assim de uma hora pra outra.
A mãe dele eu já consigo: falo Cristinha bem rápido "crssstch", é quase um espirro. Senão, não sai.
Agora o pai...o pai...esse não dá.
Resolvi então perguntar a ele como o namorado de sua irmã o chamava. Excelente ideia, pensei. Chamarei-o como o D. chama.
_Vagnão.
_QUE?!
_Ele chama de Vagnão.
_Não, Vagnão é demais. Perséfone! Isso! A Persefone é amiga sua. Como ela chama seu pai?
_De viado. E ele a chama de biscate.
Caralhos voadores! Vagner está quase se tornando uma opção simpática.

Da última vez que liguei para o celular do Hades, o pai dele atendeu e como ainda não me sentia pronta para chamá-lo pelo nome, falei timidamente:
_É o pai do Thiago?
_Sim.
_É a B. Tudo bem?
E blablabla.
depois contei ao Hades da minha esperteza e ele falou:
_Meu pai me contou. Disse que se você não chamá-lo pelo nome vai começar a te chamar de namorada do Hades.
E eu me achando espertona...

6 comentários:

zander catta preta disse...

Tente "seu" Vagner e "dona" Cristina.

É mais formal e menos careta!!! >:D

Hades disse...

Eu já recomendei que ela fizesse isso Zander, mas ela insiste em transformar isso tudo em um evento internacional badalado...

Sinceramente amor... tsk tsk tsk.

Mythus disse...

Só tenho duas coisas a dizer:

1) HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!! B^D
2) Eu tenho um problema parecido. Eu sempre chamei os pais dos meus amigos/namoradas de "o senhor" e "a senhora". E "Seu" e "Dona" quando tem que dizer o nome, mas a mãe de minha namorada não gosta mesmo de nenhuma das formas e eu tenho que me esforçar para dizer somente o nome dela ou "você". É duro mesmo.

Pantera disse...

Hum, que dilema mais terrível! E eu tenho um dilema maior...Nao sei o nome dos pais do meu namorado... E nem do próprio porque eu nao tenho namorado! Buááááá! E quando arrumar um o problema do idioma é grande... O rolinho mais recente é romeno.. Como se diz "seu fulano" em romeno?

Rafael disse...

Bom, pelo menos vc já conhece os familiares, é amada, adorada e querida. Meu sogrão nem me conhece e já me odeia e não tem nada que eu possa fazer a respeito, a não ser me comportar como um lorde quando eu finalmente topar conhecer o véio. Nada de chegar bêbado ou agarrar a filha dele no corredor...
Bjs

Veridiana Serpa disse...

meu marido chama minha mãe de D, meu cunhado a chama de tia, eu chamo minha sogra e meu sogro pelo primeiro nome, a minha irmã chama a sogra dela de Dona I... eo sogro de Seu A... é difícil até a gente se acostumar qual nome/nomenclatura irá utilizar...