09 setembro 2010

Bulletproof

então, né... fingimos que Deus existe, que o mundo não é triste e que a gente aguenta qualquer tranco.
Fingimos que fruta é sobremesa, que trabalhar é legal, que não nos incomodamos com os mendigos dormindo nas calçadas e que somos adultos responsáveis.
Mentimos que está sendo um bom dia/noite, que a família vai bem e que a gente é civilizado e não se importa quando todas as vagas disponíveis no mercado são preferenciais.
Mas o travesseiro sabe a verdade.
Só ele.
Eu não sou à prova de mágoas.

6 comentários:

Priscila C. Souza disse...

É... sempre nos enganamos e enganamos o mundo.

Ju e Edu disse...

Você ta falando de mim? pq hoje fiquei arrumando desculpas pra nao mandar tudo a m e sair correndo pelada... é que tava frio...

Thiago Silva disse...

encosta sua cabecinha no meu ombro e....
:_(

força querida! o sofrimento limpa o coração quando bem trabalhado!

alegria! amanhã será um novo dia!!!


paz.

Aninha M.P. disse...

É engraçado, mas estou na mesma fase que você, a fase do fingir...
Belo blog o seu. Muito hilário.
Bjos

Ma disse...

Amei o texto, amei seu blog. Você é tão eu...

Lilly disse...

Nossa! Me atingiu em cheio!
Acho que eu não estou "proof" hoje.