22 junho 2010

Saindo da caixa

Eu sempre segui pelo caminho seguro. Sempre. Era a primeira da escola, passei para a faculdade mais difícil, emendei com residência e daí para um emprego. Pedi demissão, mas continuei na minha zona de conforto e dois meses depois tinha um novo emprego que pagava mais e parecia melhor. Passei num concurso público para minha área e continuei então nos dois.

Um dia, percebi que o tal emprego apenas PARECIA melhor. Mas não era. O salário do outro não seria capaz de me sustentar e seria simplesmente cômodo continuar do jeito que estava.

Contrariando minhas próprias regras, pedi demissão do emprego que me pagava muito bem mas comprava também minha alma e mantive somente o outro. O que vou fazer agora? Ainda não sei.
Mas se tempo é dinheiro, antes eu tinha dinheiro, agora me sobra tempo para decidir.

10 comentários:

***GrAzI disse...

Acho que o mais difícil vc já fez: sair da zona de conforto! Por mais difícil que seja esse sempre é o primeiro passo! ;)
Boa sorte e que vc consiga um bom emprego logo!!

Karine disse...

Ganhar bem, porém vender a alma; viver num conforto, porém saber que aquilo näo é justo contigo... difícil mesmo, ainda mais conhecendo o mundo em que vivemos! Aprecio quem tem coragem para fazer o correto consigo mesmo, de näo atropelar suas vontades e seus desejos em prol de si mesmo. E acredito que você o fez! Espero que, rápido, algo apareça para ti! Sorte, B.

keka disse...

É eu te entendo bem! sai da minha zona de conforto faz 2 meses e não sei se fiz bem! to em um que paga legal, mas tenho outros problemas que não tinha antes...o fato é que no fundo eu acho que me arrependi...mas acho que vamos aprendendo com isso!! Espero que nós duas tenhamos uma boa sorte agora!
bjss

langriss disse...

aproveite esse tempo pra pensar em várias coisas e não apenas no que fazer agora que a grana vai ficar curta, já que tempo vai ter de sobra. talvez seja essa a hora de revisar alguns aspectos da sua vida e pensar se é isso mesmo que você quer - talvez as coisas até fiquem melhores do que antes no final das coisas.

Dona Mila disse...

Lembre-se que tempo é um recurso que não tem preço. :)

Carolina disse...

Também abri mão da minha zona de conforto, deixei (ex) marido, emprego seguro onde ganhava bem, casa, tudo (só não deixei meus cachorros!) e estou trabalhando em outra área, ganhando menos, mas muuuuuito mais feliz

Boa sorte pra você!
Seja feliz!

Bjo

Quadratura do Circulo disse...

Foi um prazer visitar este seu blog. se possiel divulgue este novo blog dde opinião! Muito Obrigado

http://quadratura-do-circulo.blogspot.com/

O TIO SUKITA disse...

cara, se ficar numa "zona de conforto" significar sugarem minha alma no processo, eu meto o pé na hora, como fiz a vida toda. as pessoas me olham torto por isso mas não tô nem aí pra eles: primeiro EU depois os outros. grana não é tudo no final das contas.

ter tempo para fazer as coisas que apreciamos, como diz o comercial "não tem preço."

tudo vai dar certo na sua vida! um beijo!

O gerente disse...

empregos e empregadores que sugam até a alma.. conheço bem isso também. Mas passa lá na minha Companhia, eu teria o maior prazer em te contratar!

beijos!

Fulana disse...

segundo o horóscopo (o meu, lógico), sol e mercurio favorecem novos relacionamentos e parcerias! hehehe