08 junho 2011

Uma história de amor

E lá estava eu, desiludida depois de mais um romance naufragado.
Blogando sobre minhas expectativas de um relacionamento, recebo um comentário de alguém que parecia ser do meu jeitinho.
Comentário vai, msn vem, telefone vai…descubro que ele cabia direitinho nos meus sonhos mas (e parece que sempre tem um mas nessas histórias antes do final feliz) ele morava há uns 500km da minha casa. Em outro estado.
Mais msn, telefone, gtalk… e finalmente uma passagem de avião!
Encontrar alguém que eu já conhecia tão bem os pensamentos, idéias e voz. Mas nunca tinha visto o rosto.
Combinamos que daríamos logo um beijo. Para quebrar o gelo.
E demos um beijo desencontrado e tímido, porém inesquecível.
Mais alguns meses e dividíamos não só beijos, como também a cama de casal, a banda larga e as lentes de nossas canon.
Uma vez por semana, ainda dou plantão naquela cidadezinha do pão de açúcar. Ele me deixa no aeroporto, trabalho e volto. E toda vez que eu chego, ele está me esperando com um beijo de boas vindas. As vezes o avião atrasa, as vezes pego turbulência na viagem, chego descabelada, cansada e morta.
Mas o frio na barriga e o amor… esses, não mudam nunca.
Feliz dia dos namorados ao homem mais amado do mundo!

8 comentários:

Eduardo Otubo disse...

Ai (suspiro), nem sei o que comentar :-$ amo você :-*

Lidiane Fenerich disse...

Aaaaaaaaaaai, o amor é lindo!
Que vocês sejam muito felizes!

Isa disse...

Essa história é para que todos aprendam, que nem sempre a amiga que enche o seu saco dizendo para não ir à cidadezinha do Pão de Açucar encontrar uma desconhecida que conheceu na internet, está certa!
Certa está a pessoa que ouve o seu coração, exatamente como fez o meu amigo Otubo.

1 puta beijo!

Kaká Bullon disse...

Aim... dá até uma dorzinha aqui no peito essa lindeza de amor. Essa proeza de acreditar nele.

Um amigo tuitou seu link pra mim, porque veja só, acredito tanto na certeza de ir atrás do amor da gente. Mesmo na esquina do fim mundo. Se é amor, tem ligação, tem ponte né... é alcançável!

Lindo.

Rafinha disse...

Moro em BH e meu amor mora no Rio! Sei bem como é! Cada despedida no aeroporto/rodoviária é uma facada no peito... mas a melhor coisa eh o beijão de boas vindas na chegada! E viva as promoções de passagens aéreas! HAHAHAHAH

***GrAzI disse...

L'amour!! Simples como ele só!!
Beijos!

Jacky Alves disse...

Simplesmente fofo.

Gisa disse...

Nossa... comigo foi a mesma historia... atè com o beijo pra quebrar o gelo! Ele habitava um pouco mais perto: 320km.

Hoje vivo com o meu "Henry" hà 2 anos!

PS: Porem nao nos conhecemos pelo blog, mas atraves de uma especie de "facebook italiano".

Muuuuuita felicidade pra voces!!!