01 junho 2006

As relações "mudernas"_ou_Que balaio de gato, Jesuis!

As relações familiares se tornam cada dia mais complicadas de entender e acompanhar. Todo esse casa/descasa/casa novamente vai fazendo com que cada vez se torne mais difícil fazer uma árvore genealógica. No futuro isso será absolutamente impossível, será uma "teia genealógica".
Vou exemplificar o que estou falando:
Eu fui no aniversário de uma amiga minha, a Ana, que é prima do meu ex. Ana tem uma filha com o ex Alfredo ( o dela, não o meu, é claro!). Atualmente, ela está casada com o Luis que é pai de três meninas com sua ex. Na festa estavam: o Luis (atual marido com as filhas do primeiro casamento) a Natalia (filha da Ana), o Alfredo (ex marido) com Sandra sua atual namorada (que não tem filhos e nem nunca foi casada...milagre!).
Estávamos ainda eu, minha irmã e minha prima L. junto com... Anderson, que já namorou nós três (em épocas diferentes, é claro). Lembrando que L. e minha irmã estavam com os atuais presentes.
E tudo corria na maior cordialidade...na santa paz do Senhor.
Até que...Eliane, a ex namorada de Alfredo, que ele conheceu logo após se separar de Ana, e com quem tem um filhinho de 1 ano, ligou. Para Ana, não para Alfredo. Isso mesmo. Ela simplesmente não se conforma que ele a tenha trocado por Sandra a atual namorada e tenta fazer de AAna sua aliada e confidente, e a conversa seguiu mais ou menos assim:
_Ana...O Alfredo não me liga mais, Ana. Eu não sei o que fazer. Estou a ponto de fazer uma loucura!
_Calma, Eliane. Pense no seu filho que é pequeno. Nenhum homem vale isso.
_Mas, Ana! Eu sou apaixonada pelo seu marido, você é capaz de entender?
Minha amiga, pacientemente, replica:
_Meu ex marido, Eliane. Meu EX marido.

Esse mundo anda muito moderno...moderno demais...

5 comentários:

Guardião do Estronho disse...

B.,

Veja... Eu sou sócio na empresa, da minha ex-mulher e do marido dela. Tenho dois filhos com ela. Além disso, sou padrinho do filho deles.

Na empresa o pau quebra. Fora de lá, me dou super bem com o marido dela. Aliás, me dou melhor com ele, do que com ela.

Minha Perséfone já até se acostumou com essa confusão toda. Rsrsrsrsrs

Luis Mauro disse...

Moderno até concordo, o que não entendo é essa misturança de nomes, eu já estaria louquinho KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
KKKKKKKKKKKK

Beijos Linda :-*

Rogerio disse...

Isso ta parecendo poema de Drummond!

Pantera disse...

Cruz credo! Deus que me livre desses rolos! Ex de ex me ligando pra lamentar? Nem morta!

Brau disse...

Hahaha! Vc e suas histórias surreais! ADORO!
Beijão.