11 fevereiro 2008

Devagar

Tente sair devagar
Leva tuas coisas
em silêncio.
Encosta a porta com cuidado
que é para não acordar esta minha paixão adormecida.

6 comentários:

Breno disse...

Tô vendo que o seu coraçãozinho anda passando por maus bocados!
Por experiência própria (não totalmente comprovada até o final, dê tempo ao tempo (o que podia ser mais clichê que isso?) e ocupe a cabeça com outras coisas!
Ah, tentei te ligar pra ver se vc me daria o prazer da sua companhia no almoço, mas seu cel tava desligado ou vc me passou o número errado... rs
Beijo!

Fábio disse...

Oloco!
Já tá sacaneando o Breno!!!
Cria vergonha na cara e passa o telefone certo pro menino, guria! uhahuauhauhauhahua
Calma, guria.. as águas calmas estão chegando...
Abraço

Ingrith disse...

É tão ruim essa fase, né? Mas depois passa e a gente sempre ri do que passou!

міѕѕ αмєяісαи dяєαм disse...

aah, tá doendo aí, friend?
eu sei como é. mas acho que o segredo pra lidar com essas coisas é ocupar a cabeça com outras.
beijos

Poderosa disse...

é muito facil saber o que deveriamos fazer nessas horas neh?! o problema é fazer...
e eles nunca chegam devagar..sempre chegam como um furacão pra levar nossa paz embora...
bju

"Mr. R" disse...

e se de repente não quiser fazer o dito silêncio!





eita dor de amor! (ao que parece)
citando os patos!

Vai vai vai
tempo amigo
seja legal
conto contigo
pela madrugada
só me interrompe no final.


logo tudo se ajeita!