25 abril 2006

A estranha vida de B.

Existem muitas coisas e situações bizarras no mundo, mas vocês devem admitir que muitas delas acontecem comigo. Às vezes me questiono o por quê, e me lembro então daquela maldita salsinha picada na tábua dos dez mandamentos e daquela rasura que fiz no rascunho da bíblia...é isso.
Mas, enfim, estava eu na praia, sentadinha na minha cadeira cultivando a negritude, entre minha irmã I. e minha prima M. quando o vendedor de biscoito Globo passou com aquele saco enorme, nos viu e nem pensou duas vezes: deu umas três cutucadas com os biscoitos na minha perna e riu, sem os dentes da frente:
_Vai aí?
Eu, educadamente (nesse dia estava de bom humor) agradeci e disse que não.
Passados alguns minutos ele retorna e repete o gesto. Eu, novamente, agradeço de maneira educada apenas para se enxovalhada pela minha irmã e minha prima assim que o homem sai.
Traumatizada com o acontecido, resolvo que quero ficar em paz, coloco meus óculos de sol enooooooormes (estilo aqueles de mulher que apanha do marido), ponho um boné, posiciono a barraca estrategicamente em frente a minha cadeira e abro um revistão no rosto. Não dá dez minutos, sinto alguém cutucar minha perna:
_E agora? Vai um biscoito aí?
Na boa, qualquer dia desses vou passar e ouvir a voz do Jack Palance atrás de mim, dizendo "Acredite. se quiser..."
Enquanto a câmera fecha um close nele.

3 comentários:

Mythus disse...

Por que você não disse: "se for de graça, eu quero três"?

Princesa disse...

Aff.. e ele escapou com todos sem nenhum olho roxo e com a mesma quantidade de dentes na boca? Vc é realmente uma santa! hehehehe... tem coisas que são realmente além da imaginação! Aff de novo!

Brau disse...

Haha - B., do jeito que a uruca tá braba pra cima de mim, estrelaremos este programas juntas, será lindo. E todo ano, em Dezembro, terá uma edição especial de Natal e ano novo - Retrospectiva "ano tal", saca assim? Hoje me aconselharam um bom banho de sal grosso... Já estou pensando em nado sincronizado no Mar Morto.
Beijos.