16 março 2006

Porque nem tudo são flores

Não. Hoje não tenho nenhuma história das minhas primas para contar.
Hoje eu estou séria, refletindo sobre as escolhas que fiz em minha vida. Será que fiz bem em ter ficado tanto tempo ao lado de uma pessoa que não tinha NADA a ver comigo? Devo me arrepender por ter me anulado e desistido dos meus projetos, ter aberto mão dos meus sonhos por cinco anos?
O pior de tudo é saber que mesmo após tudo isso eu ainda fui capaz de correr atrás e pedir pelamordedeus vamos rever a nossa história e tentar de novo. Hoje, eu tenho raiva. Mas a raiva não é dele. É de mim. Como pude me rebaixar tanto por alguém que não merecia?
Antes de amar alguém é preciso amar a si mesmo. Amor é troca e companheirismo, não obsessão e dependência. Senão não é amor, é doença. E para esse tipo de doença, eu já estou vacinada.

3 comentários:

Hades disse...

É triste quando agente cai na real de quanto tempos perdemos com a pessoa errada...
Mas é assim mesmo que funciona, precisámos conhecer o errado pra saber o que é certo.

Bjs.

Faty disse...

Tambem existe uma coisa que todas as mulheres teem...um pouco de masoquismo,sim nos sabemos no fundo do coraçao que aquele tipo nao presta e ainda assim insistimos....

Anônimo disse...

Excellent, love it! » » »