24 fevereiro 2006

Às portas do inferno...mas de olho no céu!

Toda véspera de feriado é amesma coisa: dá uma coceira horrorosa nas mãos dos médicos plantonistas e as criaturas agarram suas canetas avidamente e saem fazendo pedidos de todos os exames possíveis, especialmente daqueles pacientes bem debilitados e que vão me dar muito trabalho para deitar na maca.
Imaginem a véspera do carnaval, que é um feriado de váááááários dias! Surgiu toda uma fauna estranha aqui na clínica...
Começou com uma senhora histérica que apesar de estar ventilando muito bem, obrigada (saturando a 95% em ar ambiente) não conseguia ficar sem sua bala de oxigênio. Vai ver é um vício. Eu que fumo e sou tão apegada àqueles canudinhos de cinza não tenho direito de julgar o vício dos outros...
Continuou com uma criança de 1 ano obviamente histérica, gritando tanto que faria inveja ao Pavaroti. Eu já estava feliz com aquela gritaria, ainda vou chamar a mãe para conversar e ela era uma boçal completa, não sabia porque o filho estava internado, o que ele estava fazendo ali. Só faltou ter uma crise de identidade e me perguntar quem era ela...
Aí eu resolvo falar com o médico da ambulância para saber qual o caso da criança e...surpresa! Onde está Wally?
Sumiu o médico, a enfrermeira, o motorista da ambulância...desovaram a criança e deram o pira! Vazaram. Picaram a mula.
Eu já estava passando do estágio da raiva e entrando no porraquebandodefilhosdaputa.
Mas aí me chega um moreno alto, forte e gato, mas tããããão gato...Era leeeeeendo. E me diz:
_B?
_Siiiiiiiiim?
_Olhinhos piscando em sua direção, coraçãozinho batendo mais forte.
_Eu sou o médico da ambulância. Desculpe ter saído, mas é que são 14h e eu ainda não almocei, ninguém veio me render...fui comprar um sanduíche no Bob´s. Perdão. Qualquer coisa que precisar é só me chamar.

Quase perguntei QUALQUER COISA MESMO? Perdoe-o Senhor, ele não sabe o que diz...
Mas nem precisava pedir esse tanto de desculpas, meu lindo. Eu sou quase uma santa, perdôo todos, principalmente os altos, morenos e gatos como você, querido.

6 comentários:

Mythus disse...

Não falei? Em dois tempos iria pintar um bom partido pra ti.

E o teu noivo? Bem... Hua! :^P

João Luis disse...

Estudando né? Sei...

Sem palavras para comentar o post. Sem criatividade. Sem inspiração.

Mas beijos mesmo assim...

Helena Máximo disse...

Aposto que você esqueceu todos os problemas quando ele falou isso, não?!?! ;)

Obrigada pela visita, B.! Volte sempre!!! Vou ver se marco presença por aqui também.

Luis Mauro disse...

Bom, eu tb tem dias que tenho vontade de jogar uns pirralhos pela janela do 7º andar da escola, só não faço isso pq tem grade nas mesmas rsrsrsrs
Mas quanto ao assunto do anonimato, até hoje não sei como descobriram meu endereço e telefone, o caso é gente como esse imbecil do pitplayboy(é assim que escreve?), são uns bandos de desocupados e loucos pra ferrar alguem as custas de prazer.
Mas.......... ja estou remediado, como diria a minha mãe rsrs
Beijos e adoro seus post's tb ;-)

João Luis disse...

Me achou é? Tudo bem por não adicionar, iria comprometer a doce e inebriante anonimidade... mas se quiser postar, bem, tem o blog para isso...

beijos

Pantera disse...

Ai, ai! Nada como um gato para salvar o nosso dia! Aquela corrente que você me mandou eu juro que vou fazer, só preciso de tempo (vontade)... Hehehe Bjos!